Renda Antiga: A Lei Que Ameaça A 60.000 Autônomos E 100.000 Colaboradores Em Portugal 1

Com certa periodicidade, a chegada de umas leis acaba assumindo um sério prejuízo para alguns grupos. Em algumas ocasiões, mas, o prejuízo não representa a chegada de uma nova lei, mas o desaparecimento de uma agora existente. É o que ocorre com a Lei de Arrendamentos Urbanos, que em seu momento desde que a sobremesa se conheceu como renda antiga. E é que, no próximo dia um de janeiro rendimento antiga desaparece, com o consequente prejuízo para, ao menos, 60.000 autônomos, donos de menores comércios em toda a Espanha e mais de 100.000 funcionários, segundo os cálculos mais conservadores.

Foi a começar por deste jeito, quando ele começou a popularizar o conceito de renda antiga, aplicado a estes contratos de arrendamento cujo valor estava muito abaixo do aparente valor de mercado. O parecer de 1994 foi aprovado após a consideração de que, em plena década de 90, os pequenos estabelecimentos de nosso país não poderia suportar uma significativa elevação no preço do aluguel de tuas instalações.

contudo, a moratória de 20 anos, eu tinha uma data de validade fixada no calendário: 31 de dezembro de 2014, a próxima passagem do Ano. Esta ocorrência não passou despercebida no espectro político português, sobre isto tudo tendo em conta as essenciais dificuldades económicas que atravessam o nosso nação em geral e os microempresários em típico.

Outro dos focos mais controversos no debate é o alcance do prejuízo causado na não-moratória. Em razão de, quantas pessoas é que influencia, na realidade que se esgote a renda antiga dos locais comercial / lojas? Quantos micro empresários alude esta capacidade? O correto é que não parece acessível doar um dado exato, visto que a maioria das análises a respeito de não deixa de ser estimativas.

Os números, na realidade, parecem muito difíceis de calcular, e variam de acordo com quem as considere. Vinte anos de construção e que, por esse tempo, não puderam optar em comprar na propriedade o lugar em que exercem todos os dias a sua actividade comercial.

  • O Centro do Desenvolvimento da Pequena Empresa
  • Instituições transnacionais
  • oito Costa Rica
  • Contratos e Arbitragem Internacional
  • Lança tua Startup
  • Se alugar meu vestido
  • O limite com o Canadá era preguiçoso em vários lugares, e tinha que estar mais nítidas
  • Apoia regimes e monarquias abusivos que oprimem seu respectivo público

De entre todas as estimativas, uma das mais ajustadas à circunstância atual parece ser a de que a Combinação de Profissionais e Trabalhadores Autônomos (UPTA). Nesse sutil momento, os menores comerciantes não apenas são afetados pelo fim da renda antiga. Aqueles que não estão preocupados por não moratória sim são afetados por um fenômeno recente e crescente sucesso em nosso nação: as flagships ou “lojas de fonte’. Se você não entende a que se expõe o termo, vai saber quanto imagine pela Apple Store da Praça do Sol, ou os 500 metros quadrados de macrotienda que a Nike tem em plena rua Serrano.

Comprar um prédio velho ou emblemático e inserir ali a sua tenda é uma moda cada vez mais constante entre as grandes marcas dentro e fora de Portugal. Segundo o estudo criado na consultoria JLL Portugal, a final de renda antiga poderia conduzir ao encerramento de muitos menores comércios e pela chegada de marcas de luxo pra assentar seus estabelecimentos nas ‘zonas prime’.

Esse tipo de guinchos conseguem funcionar com válvulas ou CNC e podem trabalhar com tolerâncias muito estreitas. Os tornos verticais não têm contraponto, porém que o único ponto de fixação das peças é o prato horizontal sobre o qual vão apoiadas.